Medida 10.3 – Cooperação Interterritorial e Transnacional dos Grupos de Ação Local

 

Este projeto visa a cooperação entre territórios que partilham características semelhantes, nomeadamente, o facto de serem territórios com alto valor natural, paisagístico, geológico, cultural, através da existência de Geoparques (Arouca Geopark, Terra de Cavaleiros Geopark e Açores Geopark, Araripe Geopark(Brasil)), aspiring Geopark Seridó(Brasil), territórios certificados com a Carta Europeia de Turismo Sustentável (Montanhas Mágicas, Parque Natural do Alvão, Krkonose National Park, Rep Checa e Metshalitus, Finlândia) representados nesta parceria pela Federação EUROPARC, e o GAL Cișmeaua Sudului que atua numa região com elevado potencial turístico. Com este projeto, almeja-se o desenvolvimento de metodologias e, concretamente, atividades no âmbito dos 3 pilares: geoconservação, geoeducação e geoturismo.

Assim, além da intenção de criar parcerias para o desenvolvimento da cooperação, os principais objetivos são os seguintes:

  • Promover o trabalho em rede e a cooperação com outros Geoparques e Áreas Protegidas;
  • Contactar com boas práticas promovidas por outras áreas protegidas e/ou classificadas e desenvolver ações/atividades no âmbito do geoturismo, geoeducação e geoconservação;
  • Consolidar as identidades territoriais e as imagens de marca dos diferentes territórios;
  • Promover a formação dos agentes locais nas áreas do geoturismo, geoeducação e da geoconservação;
  • Realizar ações de sensibilização com vista à mobilização de meios técnicos e humanos eficazes no âmbito da gestão florestal, pública e/ou privada, nomeadamente na prevenção e no combate aos incêndios florestais.

Este projeto é financiado pelo FEADER – Medida 10.3 do PDR2020, sendo o território de intervenção o mesmo do DLBC.

Quanto à legislação aplicável destaca-se a Portaria nº 313-A/2016 de 12 de dezembro devidamente atualizada, para além dos regulamentos comunitários, outra legislação nacional, normas transversais e orientações técnicas.